top of page
banner_topo.jpg
BLOG
  • Foto do escritorMarketing Apoena

Novo Negócio no Setor de CT&F: Bioprospecção e Biotecnologia Sustentável

Considerando o contexto global de desequilíbrio ambiental, econômico e social, é coerente que os líderes avaliem, repensem e ajustem suas formas de gerenciar e conduzir negócios com práticas sustentáveis e inovadoras, também mais conscientes, éticas e com valores compartilhados.


Biodiversidade
Pesquisadora Bianca Del B. Sahm realizando coleta de amostras no Arquipélago de Fernando de Noronha, Programa de Bioprospecção da Amazônia Azul, Apoena Biotech

A pesquisa "Melhor para o Brasil 2022", realizada pela Humanizadas®, revela que "uma Nova Economia pode representar não apenas uma resposta aos problemas sociais e ambientais que o país [Brasil] enfrenta atualmente, mas também um acréscimo de US$ 538 bilhões ao PIB do Brasil até 2030. Isso significa benefícios potenciais de um conjunto de políticas voltadas para um caminho de crescimento, criação de empregos e vantagem competitiva diante das mudanças climáticas e geracionais."


Negócios impulsionados por bioprocessos têm um verdadeiro potencial para contribuir com a Nova Economia, especialmente no Brasil, um país responsável por abrigar mais de 20% do total de espécies do planeta. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, o Brasil possui a maior biodiversidade do mundo, com mais de 116.000 espécies animais e mais de 46.000 espécies de plantas conhecidas nos seis biomas terrestres e ecossistemas marinhos, sendo estes últimos representados por 3,5 milhões de km2, um espaço marítimo chamado de "Amazônia Azul", devido à sua importância em comparação com a Amazônia Verde.


Essa abundante biodiversidade é uma fonte de recursos e oportunidades, pois a conservação, uso sustentável e cuidado com seu valioso patrimônio genético pode ser impulsionado. O fornecimento de moléculas para aplicação biotecnológica é caracterizado como um serviço ecossistêmico da própria natureza, e a bioprospecção é a chave para acessar esse recurso.


A bioprospecção tem como objetivo a pesquisa, identificação e aplicação de bioprodutos encontrados na natureza, que podem ser utilizados no desenvolvimento de produtos inovadores para saúde, cuidados pessoais, agricultura, nutrição e muitos outros mercados. Esse campo da biotecnologia ganha ainda mais destaque através do desenvolvimento de bancos de microorganismos associados à biodiversidade, impulsionando a bioprospecção sustentável a partir de compostos de uma fonte altamente renovável e exclusiva. Nesse sentido, quanto mais preservado for o bioma, maiores serão as possibilidades de acessar espécies e microorganismos únicos de um determinado ambiente para o desenvolvimento de produtos eficazes e seguros, convertendo-os em uma vantagem estratégica para o negócio.


Renomado por sua rica diversidade biológica e alto grau de conservação de espécies, o arquipélago de Fernando de Noronha torna-se um dos lugares ideais para a prospecção de amostras de microorganismos com efetivo potencial biotecnológico. Uma vez isolados e cultivados, esses microorganismos podem ser facilmente replicados em larga escala para a produção de compostos de interesse, além de permitir estoques constantemente renovados.


"Este foi o aspecto chave para o início das atividades de bioprospecção sustentável da Apoena Biotech em julho de 2022", diz Bruno Carillo, Diretor de Operações. "Ao escolher Noronha como o arquipélago representando a Amazônia Azul, valorizamos e impulsionamos o desenvolvimento da biotecnologia brasileira a partir de um dos ecossistemas mais ricos do mundo, possibilitando a criação de produtos sustentáveis únicos que ajudam na preservação, abrindo novas oportunidades para o desenvolvimento de soluções inovadoras."


A bioprospecção sustentável favorece o acesso a microorganismos inexplorados com potencial biotecnológico (possibilitando a expansão de linhas de produtos inovadoras e ambientalmente responsáveis), assim como a biotecnologia é capaz de gerar alternativas para a substituição de matérias-primas e processos tradicionais não sustentáveis, favorecendo a continuidade e rentabilidade a longo prazo do negócio.


"Mas para que os produtos biotecnológicos possam se consolidar como uma possibilidade de receita sustentável e exponencial - impulsionando o setor de CT&F na Nova Economia - é necessário prestar atenção especial aos novos negócios em bioprocessos. Estamos cientes da jornada de transição e dos impactos de curto prazo nos negócios. No entanto, a busca por soluções regenerativas é um caminho sem retorno, e isso é um fato. Portanto, acreditamos e investimos em inovação colaborativa para trazer essas soluções, visando o desenvolvimento e fortalecimento do ecossistema de Cosméticos, Artigos de Tocador e Fragrâncias. Pessoas, empresas e o planeta ganham", conclui Carillo.


A partir da coleta de amostras de biodiversidade na Amazônia Azul, a Apoena Biotech começou a desenvolver um banco de bactérias marinhas com potencial biotecnológico para apoiar a criação de produtos em diferentes mercados. No entanto, seus planos iniciais de triagem estão focados em aplicações para o setor de Cosméticos, Artigos de Tocador e Fragrâncias.


A solicitação de autorização para a coleta de material biológico no Arquipélago de Fernando de Noronha, pela Apoena Biotech, foi concedida por meio do SISBIO (Sistema de Autorização e Informação sobre Biodiversidade) e aprovada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), um órgão governamental sob regime especial vinculado ao Ministério do Meio Ambiente e membro do Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama).


3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page